Projeto Rio 2017 – Desistir Não é uma Opção!

Falaaaa GP, tudo bem?
Quem nunca pensou em desistir? Depois de tropeçar algumas vezes, a primeira coisa que pensamos é em desistir…

Como eu disse no meu último artigo dessa série, apesar do esforço tem horas que realmente não dá certo, as vezes as coisas não saem como o planejado, mas mesmo assim precisamos nos manter no foco para conquistar nosso principal objetivo.

Você vem acompanhando minha trajetória em busca dos 21km, não tem sido fácil, mas como uma boa brasileira não desistirei, fraquejei, mas não desistirei!

Quando começamos um projeto, independentemente do tamanho dele, sempre temos que ter ao nosso lado a nossa equipe, pois apenas com o auxílio de cada um dos membros é que conseguiremos alcançar nossos resultados.

Normalmente a última pessoa com esperança em um projeto é o próprio GP, isso porque o GP consegue enxergar o final do projeto mesmo estando na metade do caminho. Temos como parte da nossa obrigação não perder as esperanças e nem a motivação.

Porém, no projeto Rio, eu além de GP, sou o principal recurso, então fico trocando de chapeuzinho a todo momento!

E confesso que entre uma troca e outra de chapéu, perdi a esperança que daria certo, já tinha inclusive desistido do RJ e já estava me planejando para uma corrida em outubro.

Mas, ao perceber que essa falta de crença estava me deixando bem frustrada, triste e decepcionada comigo mesma, desistir partir para o tudo ou nada… decidi dar tudo de mim no Sprint final.

O que eu fiz para me ajudar a alcançar os resultados planejados foi criar uma “War Room” com as principais participantes do meu projeto “Rio 2017” e ver o que poderia ser feito, defini algumas metas a curto prazo e eu realizei um Fast Tracking aumentando os meus treinos por dia.

Mas calma, citei muitas coisas técnicas agora né?

Bom War Room, primeira coisa que eu sei que você está se perguntando: o que é “War Room”?

Acertei?

Enfim, um War Room nada mais é que um processo onde coloco em uma sala os principais Stakeholders para que o projeto aconteça e vamos juntos eliminando pendência por pendência até que o as coisas já estejam devidamente encaminhadas.

Em uma tradução ao pé da letra é uma sala de guerra, bom com certeza acaba se tornando… muitas decisões envolvidas, obstáculos eliminados.

Agora se você não lembra o que é Fast Tracking, sugiro que leia meu artigo falando apenas sobre essa técnica de compressão de cronograma..

Todos os projetos possuem dificuldades e bom, comigo e meu projeto de Rio 2017 não é diferente. Uma correria no trabalho, uma correria em casa que acaba que eu não tenho tempo ou qualquer energia para de fato dar uma corridinha no final do dia.

Organizei a War Room com as minhas companheiras de treino, Juliana, Amanda e Carol e com meu personal Alvaro Lima, defini as metas a curto prazo, realizei o Fast Tracking que foi o aumento de treinos por dia e com um risco de eu ter alguma lesão. E agora estamos seguindo com o projeto, apesar das dificuldades!

Isso acontece em todos os projetos. Quando pensamos “poxa, esse projeto nunca termina” “ não conseguirei” temos a nossa equipe que nos ajuda a tentar arrumar as coisas, chacoalhar a poeira e ir pra cima outra vez. E dessa vez com mais garra.

Tenho que ser sincera, não sei se vou cumprir com o tempo que eu planejava. Isso por N motivos… falta de treino e por mais que eu esteja muito focada eu não posso passar por cima dos meus compromissos como mãe e como GP.

Esses tropeções acontecem, afinal, quem é que nunca entregou um projeto um pouquinho em atraso né? Rs.

O que eu quero passar hoje é que as vezes alguns contratempos acontecem e não temos controle sob todas as coisas, daí a importância de um GP ter resiliência, paciência e sempre se manter motivado mesmo no meio de uma tempestade.

Quanto a minha corrida, ainda vai acontecer, talvez não abaixo das 2h30 que eu tinha imaginado, mas o que importa é que conseguirei.

Tenho me repetido o tempo todo: Feito é melhor que perfeito, chega uma etapa do projeto que temos que ter essa máxima na cabeça para não querer buscar o mundo perfeito e encantado e acabar nem alcançado o resultado básico.

 

Um forte abraço.

#projetoTransforma #projetizando #equipeProjetizando #projetizandoNoRio2017 #gpDePegada #meuProjetoMinhaVida

Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *