PMO 2.0, RMO, a nova onda da gestão de Portfólios e Projetos

Falaaaaaaaaaaaaaa GP, tudo bem? Vamos saber mais sobre o novo conceito de PMO 2.0?

No mês de abril palestrei em um evento da Microsoft onde abordei esse novo conceito. Mas, o que é um PMO 2.0?

Um PMO 2.0 nada mais é do que um RMO! OK, OK, mas o que é um RMO?

Um RMO nada mais é do que um Result Management Office. OK, OK, mas o que é isso?

É sabido que as principais funções do PMO são: ser guardião da Governança, das boas práticas, suportar a Gestão do Portfólio de Projetos da empresa, garantindo a execução militar no que tange prazo, custo, escopo e qualidade. Uma missão árdua, não?

Mas, com o mercado cada vez mais competitivo o PMO precisa entregar um pouquinho mais de valor, na verdade ele tem que entregar muito mais valor, e vou te explicar como isso será possível…

Em um papo bem bacana que tive no quadro Do Outro Lado da Mesa com o Marcelo Lombardo, fui desafiada por um de meus entrevistados que afirmou algo mais ou menos assim: “o PMO, gerente de projetos foca muito em manter o projeto no prazo, custo, no escopo e muitas vezes esquece o motivo maior pelo qual ele foi criado”.

O que ele quis dizer foi mais ou menos assim: o PMO garante que vai entregar o que foi pedido, no prazo e no custo, mas se o que foi entregue trará algum resultado para a empresa já não é mais sua responsabilidade.

Confesso que fiquei um pouco brava com essa afirmação, mas depois comecei a refletir e não é que ele tinha razão?

Muitas vezes nos apegamos tanto ao COMO e nos esquecemos do POR QUE, e isso pode fazer com que a gente tome ou induza nossos patrocinadores a uma decisão equivocada.

E justamente para corrigir esse GAP que o RMO foi criado. Um RMO além de assumir todas as funções de um PMO ele também tem muita responsabilidade na obtenção dos resultados que o projeto se propõe a entregar.

Na abordagem de um RMO o projeto só termina quando o resultado é alcançado! É claro que não acompanharemos mais um cronograma físico e financeiro, passaremos a acompanhar um Mapa de Benefícios e os resultados alcançados.

Esse tipo de abordagem torna o escritório de projetos muito mais estratégico, onde o seu valor é muito maior do que apenas o de ser uma área especializada em cobrar pessoas, gerar indicadores e uma série de Power Points bonitos.

Como nem tudo são flores, essa nova atribuição pode agregar muito risco à função do PMO:

  • Pode ser uma grande oportunidade, aumentando a visibilidade, importância e transformando realmente o PMO em uma área estratégica;
  • Pode ser uma grande ameaça para aqueles que não estiverem preparados ou não se adaptarem rapidamente a essa nova onda;

Para me aprofundar um pouco mais sobre esse tema, liberei ao longo do mês de maio um conteúdo bem interessante que lhe apoiará na migração do PMO para o PMO 2.0.

Fique ligado! E bora surfar nessa onda!

Um forte abraço!

#projetoTransforma #projetizando #PMO2 #RMO

5 Comentários

  1. Osmar Santini maio 8, 2017 Reply
    • Jacque Torres maio 25, 2017 Reply
  2. Atanael Tedesco maio 25, 2017 Reply
  3. Fernando Pavani maio 26, 2017 Reply

Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *