O Jogo tem que ser Medido e Acompanhado

Fala GP, tudo bem?

Há algum tempo, eu escrevi sobre metas e indicadores no artigo “Projetos sem meta e indicadores é como um jogo de futebol sem placar” e ficou bem clara a importância da definição de indicadores de desempenho de um projeto.

Mas, e se eu precisar medir o desempenho do meu escritório de projetos? Por onde devo começar?

Para definir qualquer indicador, eu uso três regrinhas básicas:

  1. Pense em no máximo 4 indicadores: não adianta querer medir tudo e não conseguir medir nada, priorize o que é importante para o resultado que sua empresa espera do PMO;

 

  1. Simples na medição: não pense em um indicador que você precise investir muita energia para calcular, se for algo complexo para compor a informação pode ter certeza que depois de um tempo eles cairão no esquecimento.
    Se pensar em um conjunto de indicadores que possa ser utilizado o MS-Project para cálculo, você conseguirá automatizar a sua medição e isso facilitará muito a sua vida.

 

  1. Simples na explicação: se você precisar mais de 30 segundos para explicar a composição do indicador, repense a medição, pois ele não está didático o suficiente.
    Da mesma forma como a medição, se a explicação não for simples, vai gerar tanta dúvida, mas tanta dúvida que depois de um tempo cairá no esquecimento ou você fará questão de esquece-lo.
    Já tentou explicar para pessoas que não são da área de projetos o que é uma atividade do caminho crítico? É uma tarefa bem difícil, não é mesmo? E nem sempre conseguimos convence-los do conceito matemático por trás da análise…
    Então a simplicidade é a palavra de ordem na hora de definir os indicadores.

Considerando esses pontos, segue uma sugestão de indicadores que podem ser usados para acompanhamento do desempenho de um projeto e/ou portfólio.

001

A minha sugestão é que a avaliação de desempenho de um PMO ocorra mensalmente, e sempre avaliando os resultados anteriores para calcular a tendência.

Em algumas empresas o desempenho desses indicadores está relacionado com a avaliação de desempenho individual dos gerentes de projeto, eu particularmente acho bem justo, afinal de contas não podemos ter um jogo sem placar, não é mesmo?

Essa avaliação nos ajudará muito na avaliação do resultado que o PMO entrega para a empresa, nos pontos que precisam ser mais bem trabalhados e até mesmo pode indicar melhorias no processo de gerenciamento de projetos.

Depois da liberação do e-book tentarei elaborar um template para a medição desses resultados com a ajuda do MS-Project, mas uma missão por vez!

#projetoTransforma #missaoDadaoMissaoCumprida #perguntaDeProva

Uma resposta.

  1. Danielle Daspett dezembro 1, 2015 Reply

Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *