Iniciando no Microsoft Project 2010

Fala galera! Tudo bem?

Hoje começaremos mais uma nova sessão em nosso blog – tenho certeza que todos gostarão 😀 .

Essa sessão será exclusiva para assuntos relacionados ao Project Professional; aqui apresentaremos algumas dicas, mostraremos alguns tutoriais e por fim,  montaremos um cronograma de um projeto real.

O Project Professional é uma ferramenta muito bacana que tem como objetivo controlar o cronograma físico e financeiro do projeto. Garanto que vocês já escutaram esse termo por ai…

Mas, o que seria um cronograma físico e financeiro? O cronograma físico está relacionado ao tempo / prazo das atividades e projetos e o financeiro com os custos envolvidos.

Muitas pessoas só conhecem o Project como ferramenta para gestão do tempo do projeto e acabam controlando os custos com base em planilhas Excel. Afinal de contas vocês já viram algum gerente de projetos sem uma bela planilha em Excel?

Ao falarmos de ferramentas gerenciais o Project Professional é um dos mais usados atualmente,  existem inúmeras outras ferramentas algumas “free”, outras com custo menor, mas em minha opinião o melhor custo x benefício continua sendo o Microsoft Project.

Bom, chega de blá-blá-blá, vamos ao que interessa. Hoje daremos um overview sobre as principais características da ferramenta – como diz um professor meu: bolinha rasteira.

Seria interessante para o acompanhamento que você tivesse a ferramenta instalada no seu computador, existe uma versão Trial que pode ser baixada sem custos. Clique aqui para efetuar o download.

Principais itens da barra de ferramenta:

A barra de ferramentas do Project 2010 está bem intuitiva. Ela é divida em 5 grandes grupos. Sendo eles:

  • Tarefa;
  • Recurso;
  • Projeto;
  • Exibição;
  • Formato.

Entendendo o Project

Quando iniciamos um novo projeto, ele por padrão inicia o modo de agendamento das tarefas manual. O agendamento manual geralmente representa marcos.

Sabendo disso, a primeira coisa que faremos é mudar para o modo agendamento automático, que recalculará o impacto das alterações no projeto automaticamente, sem a necessidade de alterar as datas manuais, garantindo assim a integridade dos prazos calculados.

Para isso, basta ir até o canto direito do rodapé e alterar conforme a imagem abaixo:

Iniciando um projeto

Após a alteração do modo de agendamento da tarefa, começaremos a listar as atividades do projeto, para uma melhor visualização, aconselhamos usar a seguinte estrutura:

  • Nome do projeto
    • Ciclo de vida
      • Atividades

Para a montagem da estrutura listaremos todas as atividades do projeto.

Perceba que até esse momento todas as atividades estão no mesmo nível, ainda não fizemos o nivelamento necessário.

Na coluna duração podemos observar uma interrogação, isso significa que a tarefa tem uma duração estimada, precisamos definir suas durações reais (nos próximos tópicos isso será discutido).

No canto direito da tela é exibido o Gráfico de Gantt; essa representação é a mais conhecida quando falamos em cronograma. As “barrinhas” demonstram a ordem e duração das atividades.

Depois de listado todas as atividades, criaremos os grupos de atividades – seguindo essa nossa estrutura, cada fase do ciclo de vida do projeto seria um grupo. Para essa organização utilizaremos o botão de recuo que está disponível no menu de Tarefas.

A sua estrutura deverá ficar da seguinte maneira

Agora o nosso projeto esta começando a tomar uma forma um pouquinho mais profissional, porém temos muito trabalho a desenvolver.

No próximo post começaremos a fazer o seqüenciamento das atividades e calcularemos as durações.

Abraço a todos,
Renato Torres

12 Comments

  1. René Zmekhol junho 27, 2011 Reply
    • Renato Torres junho 27, 2011 Reply
  2. gleidson soares coelho fevereiro 14, 2012 Reply
    • Renato Torres fevereiro 14, 2012 Reply
  3. Daiana Anacleto novembro 12, 2012 Reply
    • Renato Torres novembro 13, 2012 Reply
  4. leandro novembro 22, 2012 Reply
    • Renato Torres novembro 23, 2012 Reply
  5. Mariana Kaji junho 20, 2013 Reply
    • Renato Torres junho 24, 2013 Reply
  6. Marcelo Neves julho 24, 2013 Reply

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *