Gerenciamento de projetos – Técnica ou um Dom divino?

E ai pessoal, tudo bem com vocês?

Você acha que gerenciamento de projetos é uma técnica ou uma espécie de dom divino?

Hummmm vamos fazer um teste para nos ajudar a chegar a uma conclusão? Vamos lá:

 

 

  •  Quando você era criança, você organizava a quadrilha da festa junina do bairro e conseguia manter a programação de ensaios?

  • Ainda quando criança… seus professores sempre pediam seus cadernos para acompanhar o que já tinha sido passado na aula?

  • Quando você estava na faculdade, você era convocada para organizar todas as viagens e churrascos da turma?

  • Ainda na faculdade… seus amigos sempre lhe disputavam nos trabalhos mais complexos, você sempre delimitava responsabilidades e atividades?

Se você respondeu SIM para pelo menos uma dessas questões, você já nasceu Gerente de Projetos!

É claro que para ser um gerente de projetos profissionalmente você precisa de muito mais conhecimento e habilidade do que o utilizado na organização de uma quadrilha.

Mas, então, qual a relação entre as coisas?

Na minha opinião, a habilidade mais importante para um gerente de projetos de sucesso é a Disciplina! Não existe Gerente de Projetos indisciplinado!

Mas, por que a disciplina?

Simples! O gerente de projetos tem que ser a pessoa que garante que a Governança seja seguida ao pé da letra, que os planos, cronogramas e orçamentos sejam acompanhados e mantidos.

Agora eu te pergunto, como fazer tudo isso sem disciplina? Rapidamente o projeto iria virar o “Projeto Zeca Pagodinho”, o famoso, deixa a vida me levar, ou seria “Projeto Gilberto Gil”, andar com fé eu vou, com fé não costuma falhar!

Pode ser até poético e musical, mas na vida real imagina o caos que o projeto iria se transformar… cronogramas desatualizados, orçamentos sem a informação do realizado, documentação só para “inglês ver” e cada membro da equipe executando suas atividades da forma que achar melhor.

Por isso insisto que não existe gerente de projetos ou gerenciamento de projetos sem disciplina! Inclusive quando preciso entrevistar algum candidato a gerente ou analista de projetos, eu sempre utilizo questões desse tipo. Faço isso para entender se o candidato tem essa característica que é praticamente um traço de personalidade.

Vale ressaltar que um pessoa disciplinada, não precisa ser necessariamente chata rs… Muitas pessoas acabam confundindo disciplina com “chatice”, mas não fique deprimido se depois de uma reunião de status mais acalorada você tenha que almoçar sozinho, faz parte do “jogo”.

Disciplina sim, mas com leveza, educação, sutileza e muita técnica!

Um forte abraço e desejo muita disciplina em seus projetos!