Eu vejo projetos em todos os lugares

Depois que comecei estudar projetos em 2.001 contrai uma doença muito séria! Vejo projetos em todos os lugares…

Penso em fazer uma viagem, já começo a estruturar um projeto na minha cabeça, penso em resolver um problema de ordem pessoal, mentalmente já elaboro um cronograma de ações, vejo alguma oportunidade de melhoria na empresa, já delimito mentalmente todo o ciclo PDCA.

Será que isso tem cura?

Tenho que me policiar o tempo todo, pois apesar de ser possível tratar quase tudo na vida como um projeto temos que tomar cuidado para usar o remédio certo para cada uma de nossas dores.

Qual o impacto de tratarmos tudo como projeto? Projeto não é a melhor maneira de transformar ação em resultado?

Sim, projeto é a melhor forma de transformar ações em resultados, mas não podemos banalizar o termo projeto tornando mais complexo algo simples.

Então, o primeiro passo é saber diferenciar: projeto, demanda e operação continuada.

Projeto: conceitualmente é empreendimento único, temporário que produzirá um resultado único, traduzindo para vida real: conjunto de atividades que precisam ser gerenciadas de maneira coordenada para a obtenção de um resultado.Para projetos temos que ter um tratamento especial, com mais formalidade, planejamento e atenção em sua execução.

Mesmo para projetos, precisamos ter bom senso e definir bem a complexidade que será dada ao planejamento e execução. Evitando o desenvolvimento de uma séria de documentos para “inglês ver”.

Minha dica para diferenciar uma demanda de um projeto é tentar estimar a duração do mesmo, se superar três semanas de trabalho, trate como projeto.

Demanda: pequeno conjunto de atividades para obtenção de um resultado. Até três semanas de trabalho, trate como demanda. Formalize apenas os pontos que farão você “ganhar o jogo”.Em demandas devemos focar mais na execução do que no planejamento propriamente dito.

A demanda pode ser considerada um “projetinho”, então precisa ser formalizada, mas sem grandes documentações ou um planejamento muito elaborado. É importante focar nos pontos críticos para o sucesso da execução.

Operação continuada: são as atividades que suportam a empresa, por exemplo, lançamento de contas a pagar e receber, rotinas de atendimento ao cliente. Normalmente, com o término de um projeto existe a passagem de “bastão” do projeto para a operação.

A operação continuada deve ser orientada pelos processos da empresa e devem ter metas estabelecidas para que os resultados sejam alcançados com mais facilidade.

Conseguir qualificar adequadamente o trabalho a ser executado é o primeiro passo para o alcance do sucesso em um projeto, demanda ou na operação da sua empresa.

Qualifique suas atividades, use os “remédios” corretos, tenha sucesso e seja muito feliz em suas empreitadas!

Um grande abraço e até sexta-feira!

3 Comentários

  1. Ligia Quintino julho 2, 2014 Reply
  2. Robson junho 13, 2015 Reply
    • Jacqueline Torres junho 15, 2015 Reply

Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *