Aconteça o que acontecer, continue respirando!

Fala GP, tudo bem com vocês?

Em 2012 fiz um treinamento vivencial que em uma das dinâmicas a regra era: aconteça o que acontecer, continue respirando!

Ah se eu conhecesse essa técnica em 2004 durante a minha preparação para a prova de certificação, talvez eu tivesse sofrido um pouco menos rs.

Enfim, eu não conhecia essa técnica, mas ouvi inúmeros conselhos e montei a minha estratégia para passar na prova e compartilharei com você como consegui obter o sucesso já na minha primeira tentativa!

É sabido que temos inúmeras questões da prova que requerem o bom e velho “decoreba”, essas questões são muito importantes para aumentar a nossa margem de segurança da prova. Essas não podemos errar de maneira alguma.

Por mais cansativo e maçante que possa parecer temos que ter no pé da língua dois grupos de informações:

  • Arquitetura ITO: a estrutura de entradas (input), ferramentas (tools) e saídas (outputs) de cada um dos processos é muito importante, essas questões além de aumentar nossa margem de segurança e é claro a nossa confiança durante as respostas.
    Para decorar, não tem muita regra ou receita de bolo, cada um tem uma forma de fazer e obter êxito.
    Para mim, que sou uma pessoa muito visual, eu preciso escrever e decorar a posição no papel para que eu consiga me recordar. Dessa forma, peguei uma semana inteira para decorar a estrutura.
    Escrevi, escrevi e escrevi diversas vezes a estrutura até eu me sentir segura que já sabia a estrutura completa.
    O meu mapa mental foi desenvolvido usando as minhas experiências anteriores, sempre fazendo uma analogia entre a teoria e a vida real, durante a construção do cronograma ou definição do escopo, por exemplo. Essas referências me ajudaram a decorar a ordem das atividades e consequentemente toda a estrutura ITO.
    Quando comecei a estudar, já tinha claro que na última semana teria que decorar tudo aquilo, mas quando comecei a decorar ficou mais fácil do que eu havia imaginado.
  • Fórmulas: esse é outro fator chave para o sucesso e sossego durante a prova. Decorar todas as fórmulas usadas na prova, por exemplo, análise de EVA, cálculo de PERT, desvio padrão e todas as demais que aparecem no PMBOK e no material de apoio usado na certificação.
    Da mesma forma como na arquitetura ITO a minha técnica foi escrever, escrever e escrever as fórmulas até que eu me sentisse segura nas fórmulas.
    No momento em que estiver com as fórmulas decoradas, comece a cronometrar o tempo que você gasta para escrever todas as fórmulas. O ideal é que você tenha um tempo abaixo de 10 minutos.

OK, ok, já ficou claro que decorar é preciso, mas o que o continuar respirando tem com tudo isso?

Vamos lá…

A prova não começa quando você senta no computador, sim temos um bônus de uns 15 minutos. Durante esse período o PMI exibe um tutorial da prova, como você deve agir durante a execução e respostas das questões.

Nesses 15 minutinhos é hora de praticar o “aconteça o que acontecer, continue respirando”, respire fundo, oxigene o cérebro e use os rascunhos entregues a você para começar a escrever todas as fórmulas.

Acredite que esse escrever além de te ajudar durante a execução da prova, pois não precisará ficar pensando na fórmula na hora de responder a questão, te dará a segurança que você precisa para validar para você mesmo que não esqueceu tudo o que estudou.

Eu escrevi um material bem legal com todas as fórmulas, para que devemos usá-las e como interpretá-las, quer ter acesso a esse documento? Mande-me um e-mail ou entre em contato através de minhas redes sociais que eu lhe envio.

Um grande e forte e abraço e lembre-se de respirar sempre!!!